Curso de Extensão Universitária à Distância

A Precariedade do Trabalho no Capitalismo Global
O Mundo do Trabalho Através do Cinema
Segunda Edição

Coordenação-geral: Prof. Dr. Giovanni Alves (UNESP)

De 09 de dezembro de 2008 a 13 de abril de 2009

Promoção

Rede de Estudos do Trabalho
Grupo de Pesquisa "Estudos da Globalização"


Apoio

Campus de Marília

Inscrições
De 15 de setembro a 21 de novembro de 2008

Clique Aqui para Inscrever-se

 

Maiores Informações

FUNDEPE
Fone: (14) 34139399

 

 

Objetivos

1. Abordar temas da sociologia do trabalho através da análise critica de filmes clássicos do cinema mundial.

2. Tratar do problema da precarização do trabalho no capitalismo global, buscando recuperar o potencial crítico-analítico das categorias de classe e consciencia de classe do proletariado para explicar e compreender os novos fenomenos sociais (objetivos e subjetivos) do mundo do trabalho.

3. Tornar claro o significado das categorias de classe social, consciencia de classe contingente e necessária, proletariado, processo de proletarização, trabalho estranhado, estranhamento, fetichismo da mercadoria, fetichismos sociais, acumulação por espoliação e acumulação flexivel.

4. Sugerir como ferramenta categorial de análise crítica as categorias de condição de proletariedade, proletariedade extrema e proletariedade regulada, formas da precariedade salarial, processo de precarização do trabalho em suas dimensões objetivas e subjetivas, compressão psicosorporal, "captura" da subjetividade, expctativas, utopias de mercado e valores-fetiches, inconsciente estendido, barbarie social e sócio-metabolismo da barbárie.

5. Abordar os nexos entre esfera do trabalho e esfera da reprodução social, visando tornar claro a "aplicação" sociológica das categorias de alienação/estranhamento e fetichismo social para explicar e compreender o novo (e precário) mundo do trabalho.

Público-Alvo
Alunos de graduação e pós-graduação, professores de ensino médio e ensino superior,
lideranças sindicais, politicas e comunitárias, advogados e magistrados trabalhistas,
e profissionais que lidam com o tema "trabalho."

 

 

Conteúdo Programático


1. Trabalho e capitalismo global: análise histórico-critica

2. A condição de proletariedade na modernidade salarial

3. Formas da proletariedade no capitalismo global

4. Classe e consciência de classe – elementos teórico-analiticos

5. Gestão e “captura” da subjetividade do trabalho no capitalismo global

6. Trabalho e sócio-metabolismo da barbarie

7. Trabalho, sindicalismo e luta sociais no século XXI

 

 

Avaliação

O Certificado de Conclusão do Curso de Extensão Universitária à Distância, com chancela da UNESP, Rede Estudos do Trabalho, Projeto de Extensão Tela Crítica e Grupo de Pesquisa Estudos da Globalização, deverá ser concedido aos alunos/as que tiveram freqüência constante e participação ativa no fórum de discussão e bate-papos virtuais organizados pelo coordenador-geral a título de avaliação. Além disso, será exigido, ao final do curso virtual, um trabalho escrito a ser redigido pelo aluno a partir de um tema pertinente ao conteúdo programático.

Bibliografia Básica

ALVES, G. O Novo (e Precário) Mundo do Trabalho, Editora Boitempo, 2000
_____. Dimensões da Reestruturação Produtiva, Editora Praxis, 2007
ANTUNES, R. Os Sentidos do Trabalho, Editora Boitempo, 1999
_________ (Org.) Riqueza e Miséria do Trabalho no Brasil, Editora Boitempo, 2006.
BIHR, A. Da Grande Noite à Alternativa, Editora Boitempo, 1998
BRAVERMAN, H. Trabalho e Capital Monopolista, Zahara Editores, 1980
CASTEL, Robert. As metamorfoses da questão social: uma crônica do salário, Editora Vozes, 1998
CATTANI, A.D. Dicionário Crítico Trabalho e Tecnologia, Editora Vozes, 1999
MARX, K. O Capital – Crítica da Economia Política, Volume I, Editora Abril, São Paulo, 1985
_________. O 18 Brumário de Luis Bonaparte e Cartas a Kugelman, Editora paz e Terra, 1988.
MARX, K. e ENGELS, F.O Manifesto Comunista, Editora Boitempo, 1998
MESZÁROS, I. Para Além do Capital, Editora Boitempo, São Paulo, 2002
RAMALHO, J.R. e SANTANA, M.A. Sociologia do Trabalho, Jorge Zahara Editores, 2004
TURNER, G. Cinema Como Prática Social, Summus Editorial, 1988.
XAVIER, I (Org.). A Experiência do Cinema, Graal, 2003.

 

Metodologia Projeto Tela Crítica
Filmes a serem Analisados
Formato: DVD

“Salário do Medo”, de Henri-Georges Clouzot

“A Classe Operária vai Ao Paraíso”, de Elio Petri

"A morte do caixeiro-viajante", de Volker Schlondorf

“O que você faria?”, de Marcelo Pinero

“A Agenda”, de Laurent Cantet

“O Invasor”, de Beto Brandt

“Eles não usam Black-tie”, de Leon Hirzchmann

“Pão e Rosas”, de Ken Loach

 


 

Análise Crítica dos Filmes

O Salário do Medo

Mario (Yves Montand) é um estrangeiro que vive de bicos na América do Sul, e sonha em voltar para a França. Uma companhia de petróleo americana, que domina a região, propõe a Mario e outros três homens estrangeiros que levem um carregamento de nitroglicerina, para explodir um poço de petróleo em chamas, em troca ganham U$ 2,000 dólares. Todos estão dispostos a arriscar a vida e fazem a viagem nas esburacadas estradas, onde qualquer solavanco mais forte poderá jogar os aventureiros pelos ares.

 

A classe operária
vai ao paraíso




Lulu Massa (Gian Maria Volonté) é um operário, que trabalha duro para conseguir bônus de produtividade, despertando a antipatia dos colegas de trabalho. Após um acidente de trabalho, em que perde um dedo, ele se engaja na luta sindical.

A morte do caixeiro-viajante

O caixeiro viajante Willy Loman (Dustin Hoffman) sempre acreditou que seu trabalho o deixaria rico e assim poderia dar todo o luxo e conforto para a família. Isso nunca aconteceu e ele vê o sonho desmoronar quando perde o emprego. A mulher e os filhos são os únicos que podem ajudá-lo a sair da profunda crise e o processo de autodestruição que se impôs. Mas Willy tem ainda fantasmas de seu passado que lhe perseguem.

O que você faria?

Sete executivos disputam uma vaga numa empresa em Madri (Espanha). No mesmo dia, uma reinião do G-8 faz com que as ruas da capital espanhola seja ocupada por violentos manifestantes. Mesmo assim, os candidatos participam da seleção, cujas provas são elaboradas baseadas num chamado Método Grönholm. Fechados numa sala, os candidatos têm de descobrir quem é o agente da empresa infiltrado entre eles, entre outras provações.


A Agenda

Vincent (Aurélien Recoing) perdeu o emprego, mas não tem coragem de contar para a mulher, Muriel (Karin Viard). Para fugir do problema, passa dias longe de casa, fingindo que está trabalhando. De vez em quando, liga para casa e inventa reuniões chatas e demoradas. Às vezes chega ao cúmulo de entrar em prédios comerciais, driblando os seguranças e fazendo-se passar por mais um dos funcionários da empresa. Perdendo completamente a noção, Vincent inventa que passará a trabalhar num escritório das Nações Unidas, na Suíça. Com o tempo, as mentiras tornam-se tão naturais que passam a ser sua principal atividade.

O Invasor



Três amigos são sócios em uma construtora. Tudo corre bem até o dia em que um desentendimento na condução dos negócios os coloca em conflito. Estevão (George Freire), o sócio majoritário, ameaça desfazer a sociedade. Ivan (Marco Ricca) e Gilberto (Alexandre Borges), acuados, resolvem eliminar o sócio, acreditando que poderão conduzir a construtora de modo diferente. O plano dá errado quando Anísio (Paulo Miklos), o matador contratado, passa a interferir nos negócios da empresa.

Eles não usam black-tie

Um chefe de família e ativo líder sindical entra em conflito com o filho também operário, mas contrário aos seus valores de solidariedade de classe. Filme clássico do cinema brasileiro adaptado da peça teatral homônima de Gianfrancesco Guarnieri.

Pão e Rosas

As irmãs Maya (Pilar Padilla) e Rosa (Elpidia Carrillo), mexicanas de sangue quente, trabalham no serviço de limpeza de um prédio comercial no centro da cidade. O destinou colocou Sam (Adrien Brody), apaixonado ativista sindical americano, no seu caminho, o que as leva a uma campanha de luta por melhores salários e condições de trabalho contra seus patrões. A luta ameaça seu sustento, a família e faz com que corram o risco de serem expulsas do país.

 

Metodologia

O curso deve constar de 07 (sete) módulos didáticos tratando dos temas expostos no conteúdo programático.. Utilizaremos, em cada módulo, textos de aula escrita, material pedagógico obrigatório que será enviado por e-mail para cada aluno/a. A partir do módulo 3, os textos de aula escrita deverão apresentar, através da análise critica do filme, elementos categoriais-analíticos para o tratamento do tema em questão. Deste modo, o aluno/a poderá vincular a análise temática com a análise minuciosa da narrativa filmica. As análises criticas dos filmes servirão de pre-texto para a discussão de eixos temáticos propostos no conteúdo programático.

ATENÇÃO
Como suporte complementar (e opcional), serão oferecidos, a partir do módulo 3, um conjunto de CD-ROM’s de Análise Critica dos Filmes de acordo com a metodologia do Projeto Tela Crítica. Nos Cd-ROM's, que podem ser obtidos no kit pedagógico opcional, deverão estar contidos, de forma sucinta, a análise de conteúdo da obra filmica a partir de temas tratados no decorrer do curso virtual. Cada Cd-ROM deverá conter slides que dissecam, por meio da teoria social critica, imagens e clips de video do filme em análise. Ressaltamos que os CD-ROM's são materiais pedagógicos opcionais. Os que adquirerem o kit pedagógico opcional (8 cd-rom's + 1 cd-rom bonus), deverão receber também, a título complementar, 01 livro intitulado "Tela CRítica - Metodlogia de Análise Critica do Filme". É importante ressaltar que o curso virtual pode ser plenamente acompanhando tão-somente por meio do material pedagógico obrigatório (textos de aula disponibilizados em cada módulo com dicas bibliográficas e tarefas de estudo). Portanto, não é obrigatório a aquisição do material pedagógico complementar.

O aluno/a deverá assistir previamente o filme em questão, utilizando DVD player; ler o texto de aula escrita; responder as questões colocadas a titulo de tarefa e buscar esclarecimentos na lista de discussão do curso virtual. Como apoio às atividades de leitura das aulas escritas, vinculadas a cada módulo temático, poderão ocorrer chats virtuais. É importante salientar que cada aula escrita deverá estar acompanhada da indicação de bibliografia básica como suporte teórico-analitico para a discussão do filme e dos módulos temáticos.
Antes do inicio do curso virtual, daremos todo apoio técnicao para o pleno uso das ferramentas midiáticas de Internet.
Os filmes utilizados no curso virtual serem enviados previamente, como cópia em DVD, pelo correio postal, gratuitamente, a cada aluno/a inscrito.

Atenção

Requisitos Minimos Necessários para Participação no Curso Virtual:

1. Possuir conhecimentos básicos de Informática (Word)

2. Possuir habilidade de Acesso à Internet
(deve-se possuir e-mail e consultá-lo com frequência !).

3. Possuir computador Pentium ou similar
com memória minima de 250 Kbytes.

 

Atenção

Kit Pedagógico Complementar

08 (oito) CD-ROM's com
Análise Critica dos Filmes
utilizados no curso virtual
+

01 CD-ROM BONUS
Análise Critica dos Filmes Documentários
"California à Brasileira"
"Quadra Fechada"
"Migrantes",

de Beto Novaes
utilizando a metodologia do
Projeto Tela Critica

- 01 Livro
"Tela Crítica - Metodologia de Analíse Critica de Filmes"
(Editora Praxis, 2009)


Maiores Informações

Observaçã
A utilização do kit pedagógico complementar é opcional